Técnicos do Iphan preparam equipe que fará inventário da Feira Central

feira_centralPara dar andamento ao processo de solicitação do registro da Feira Central de Campina Grande como patrimônio imaterial brasileiro, técnicos do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan estão na cidade capacitando a equipe multidisciplinar de pesquisadores que fará o inventário sobre a Feira. O documento, que tem um prazo de seis meses para ser concluído, deve elencar elementos identificados como bens imateriais vinculados à Feira e é indispensável para dar prosseguimento ao pedido de registro.

De acordo com a coordenadora da pesquisa, a diretora do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural da Secretaria Municipal de Cultura, Giovana Aquino, os técnicos do Iphan estão preparando a equipe para trabalhar com a metodologia do Inventário Nacional de Referência Cultural – INRC. Durante o trabalho de construção do inventário, o olhar dos pesquisadores se voltará para as formas do saber fazer, o artesanato, o trabalho com as ervas, os espaços de sociabilidade e para as expressões artísticas e literárias encontradas na Feira.

A equipe responsável pelo mapeamento dos bens imateriais da Feira Central será formada por pesquisadores e pesquisadores auxiliares (estudantes de graduação). No grupo, formado por pessoas que já tem vivência acadêmica com o tema da Feira, há professor de arquitetura, arte-educador, historiador e cientista social.

Com o trabalho concluído, o inventário será encaminhado para apreciação do conselho consultivo do Iphan. Uma vez aprovado o documento, a Feira conquistará o título. A ideia é que Campina seja presenteada nos 150 anos com o registro da Feira como patrimônio imaterial e histórico brasileiro. “Seria um presente porque a historia da Feira se confunde com a historia da cidade. Nesses 150 anos, a Feira teve um papel importante na formação e desenvolvimento local”, argumentou Giovana.

A reunião de capacitação vai continuar nessa sexta-feira nos turnos manhã e tarde no auditório da Secretaria de Cultura (antigo Museu de Artes Assis Chateaubriand).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO