Secretária se reúne com entidades de direitos dos animais

lucia_derksRepresentantes de diversas entidades de defesa dos direitos dos animais de Campina Grande participaram de uma reunião com a secretária municipal de saúde, Lúcia Derks, na noite desta quarta-feira, 20. O objetivo da reunião, que aconteceu na sede da secretaria, foi discutir soluções para melhorar a qualidade dos serviços prestados aos animais abrigados no Centro de Controle das Zoonoses, além de outras questões relativas ao bem-estar animal.

Sobre o ponto principal da pauta da reunião, os defensores dos animais chamaram a atenção para a superlotação no Centro de Zoonoses e defenderam a criação de um novo espaço para abrigar os bichos de maior porte, como cavalos e jumentos. Eles também pediram engajamento da Prefeitura no cumprimento e fiscalização da lei municipal que proíbe o uso de chicotes em animais usados para puxar carroças, assim como a criação de uma estratégia para oferecer castração gratuita de animais de estimação para pessoas que não têm condições de pagar o procedimento.

Após ouvir as reivindicações, Lúcia Derks reconheceu a necessidade de transferir o Centro de Zoonoses para um local com área aberta mais ampla. “É uma demanda que já vinha sendo pautada, mas que agora, com o crescimento do número de animais recolhidos nas ruas, tornou-se uma questão emergencial. Para amenizar a situação, criamos uma área para que os cães possam se exercitar fora do canil, evitando que sejam acometidos de doenças provocadas pelo estresse, além de garantir uma qualidade de vida mais digna”, informou.

A secretária disse ainda que, para solucionar as demandas apresentadas pelas entidades, é necessário ampliar o debate sobre o tema para outros setores da administração pública municipal, como a STTP, secretarias de Obras e de Serviços Urbanos. Para isso, ficou acordada a realização nova reunião com representantes dos três órgãos, que deverá contar também com a participação do prefeito Romero Rodrigues e do vice-prefeito, Ronaldo Cunha Lima Filho, em data a ser definida nos próximos dias.

Ainda participaram do encontro com a secretária o vereador Olímpio Oliveira, o ativista ambiental e professor Rômulo Azevêdo, a diretora de Vigilância em Saúde, Eliete Nunes, e o diretor administrativo e financeiro da Secretaria de Saúde, Jaime Rodrigues, além de técnicos da pasta da saúde. O diretor executivo do Fórum Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal, Rodrigo Freire Costa, também esteve presente e disse estar satisfeito com os encaminhamentos da reunião. “Foi um avanço a gestão atual abrir as portas para o diálogo com as ONG’s. Saímos satisfeitos, aguardando as demandas solicitadas”, comentou.

Responsabilidade – De acordo com a coordenadora do Centro de Controle das Zoonoses, Bárbara Barros, o local possui 480 animais abrigados, sendo a maioria vítimas de abandono. “Por causa do alto índice de abandono, a Secretaria de Saúde iniciou uma pesquisa para contratação de uma empresa que possa colocar um microchip nos animais, como já acontece em algumas cidades. Dessa forma, poderemos identificar e responsabilizar o dono que abandonou seu bichinho na rua”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO