Secretaria Municipal de Saúde participa de campanha contra desperdício de água

saude_aguaCom o objetivo de diminuir o desperdício de água, a Companhia de Água e Esgotos da Paraíba – Cagepa lançou esta semana uma campanha educativa em todo o estado. Em Campina Grande, a mobilização terá o apoio da Secretaria Municipal de Saúde a partir de janeiro.

A decisão foi anunciada numa reunião realizada nesta quarta-feira, 18, com a participação da secretária de saúde, Lúcia Derks, e técnicos da Cagepa que estão à frente da iniciativa. O encontro aconteceu na sede da Secretaria, no bairro da Liberdade.

Na reunião, ficou definido que os agentes comunitários de saúde e de combate às endemias do município vão participar ativamente da campanha, levando informações sobre como evitar o desperdício de água para a população. Para isso, os profissionais vão passar por capacitações que serão realizadas pela Cagepa no mês de fevereiro.

Antes, um grupo formado por técnicos da empresa e da Secretaria de Saúde deverá se reunir no próximo mês para formatar um plano de trabalho para execução das atividades.

Segundo a secretária, a participação dos agentes de saúde será fundamental para que a mensagem da campanha chegue a todos moradores. “Estes profissionais estão em contato diariamente com a população, visitando cada casa. Eles têm a confiança dos moradores e, munidos de informações corretas, vão poder dar uma grande contribuição na mobilização, mostrando que ações simples do nosso cotidiano podem evitar a necessidade de um racionamento d’água no futuro”, assegurou.

Lúcia Derks informou também que a Secretaria Municipal de Saúde realiza o monitoramento da qualidade da água na cidade, pelo Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano, o SisÁgua, e que as capacitações deverão levar em considerações as evidências coletadas no trabalho de campo dos agentes de saúde, assim como os dados dos sistemas de informação do município.

“Tanto a má qualidade quanto a falta d’água podem trazer inúmeros problemas de saúde pública, como doenças diarreicas, que são as mais comuns. Para evitá-los, vamos nos engajar nessa mobilização, que é um dever de todos”, garantiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO