Romero Rodrigues determinou estudos sobre tarifa de coletivos

pontoonibusO prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, se reúne na próxima quinta-feira, 20, com equipes da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), para avaliar um estudo, realizado pelo órgão, sobre a possibilidade de redução os preços das tarifas de ônibus no município. O prefeito determinou o estudo ainda em maio, logo após o Governo Federal editar a Medida Provisória 617, que reduz as alíquotas das contribuições para o PIS/PASEP e Cofins incidentes sobre o cálculo das tarifas do transporte coletivo de passageiros.

A reunião com equipes da STTP será um dos primeiros compromissos do prefeito Romero Rodrigues após sua viagem à Brasília, ocorrida na madrugada desta terça-feira. Em Brasília, o prefeito ressaltou que a solicitação desse estudo à STTP aconteceu praticamente um mês antes dos protestos realizados em todo o país reivindicando a redução da tarifa. “O estudo foi solicitado considerando essas alterações, que acontecerão após a MP 617. Nossa meta é atender melhor a população, mas sem reduzir os investimentos na melhoria dos serviços disponibilizados”, disse o prefeito.

No encontro, Romero pretende avaliar o estudo, que está sendo concluído pela STTP. Segundo o superintendente da STTP, Vicente de Paula Rocha, qualquer alteração no valor da tarifa do transporte público de Campina Grande somente deverá ocorrer após um estudo detalhado sobre a redução dessas alíquotas.

O superintendente ressaltou que é necessário também considerar outros insumos que fazem parte do cálculo final da tarifa do transporte público, a exemplo de salários e demais encargos dos motoristas, tributos municipais e estaduais, valor do combustível e manutenção da frota (parte mecânica e aquisição de peças e pneus, entre outros). “Os insumos que compõem o cálculo da tarifa dos coletivos vão além das alíquotas cujos percentuais foram reduzidos pelo Governo Federal”, declarou Vicente de Paula.

Em Campina Grande, a tarifa do transporte coletivo possui valor único (R$ 2,20). No ano passado, o Conselho Municipal de Transporte havia aprovado uma nova tarifa com valor de R$ 2,25. Entretanto, após assumir em janeiro a Prefeitura de Campina Grande, Romero Rodrigues sancionou a tarifa com valor cinco centavos a menos. Atualmente, a frota da cidade é composta por 225 ônibus, 199 trafegando diariamente e aproximadamente 1,2 mil motoristas em atuação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO