Romero Rodrigues afirma que a sua Administração ouve a voz do povo

Romero_CasadoMeninoO prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, disse que são muito bem vindas as manifestações democráticas do povo brasileiro, e que elas estão acontecendo “de forma natural, de maneira intensa pegando muitos até de surpresa. Apesar de que em algumas oportunidades alguns queiram tirar proveito dos movimentos sérios e justos que parte da sociedade”.

Segundo Romero, é muito bom para o Brasil como um todo que aconteçam essas mobilizações partidas do povo, pois “vivemos num sistema democrático que precisa se aperfeiçoar cada vez mais na consolidação do processo. A participação da sociedade atua de forma importante pressionando os governantes e o próprio sistema a processar mudanças que venham para melhorar a vida de todos os brasileiros. A democracia tem que evoluir cada vez mais, se aperfeiçoando, e o povo nas ruas e a voz da população auxilia e contribui para a consolidação da democracia. O povo sempre é bem vindo para se pronunciar, para propor ideias, sugestões para o crescimento de toda a Nação”.

Destacou o prefeito que “a gente como gestor não pode ficar acomodado estando à frente de um cargo eletivo, por isso escutamos a voz das ruas, escutamos o povo que tem enorme contribuição a nos dar a todos. Um mandato tem limitação de tempo, de prazo, e as manifestações ordeiras são benéficas e podem contribuir bastante. É importante ouvir o povo e nós ouvimos sempre e bastante diariamente e as sugestões são bem vinda, e todos podem e devem contribuir. O nosso Governo ouve a voz das ruas, de todos e todas, indistintamente”.

Romero Rodrigues afirma que se preocupa bastante com a questão da saúde não só em Campina Grande, mas em todo o Brasil, “com a falta de recursos financeiros, pois nada se faz sem verbas e que essas são escassas, e essas manifestações servem de um chamamento maior para que as autoridades em todos os níveis possam se mobilizar e encontrar soluções para os problemas do povo”.

Disse o prefeito que a responsabilidade dos Municípios brasileiros é muito grande, além do mais a população não vive na União, nem nos Estados, mas nos Municípios. E os Municípios têm limitações financeiras enormes e há necessidade que as autoridades federais tenham mais sensibilidade para com o problema no que diz respeito à questão do repasse de verbas, pois as demandas só aumentam, enquanto que a concentração de verbas em Brasília é enorme em prol da União, porém as cidades recebem muito pouco deixando a população asfixiada em determinados setores da Administração que atende diretamente ao povo. O problema da saúde é muito grave, se avoluma mas os recursos são cada vez menores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO