Romero rebate críticas a reajuste do magistério e reafirma compromissos com a categoria

romeroA política de valorização do magistério de Campina Grande é uma das principais ações do governo municipal. Foi o que afirmou na manhã desta quinta-feira, 27, o prefeito Romero Rodrigues, ao confirmar um novo reajuste para os profissionais de ensino da cidade.

Segundo ele, a categoria ganha um reajuste em fevereiro de 8,32%, conforme índice do próprio Ministério da Educação, a ser pago em folha extra, pois os salários deste mês já estavam antecipadamente depositados desde quarta-feira, 26, na conta dos servidores.

Além disso, haverá um novo reajuste em outubro, estimado em 12%, quando também planeja-se a elevação de mais três horas na carga horária da categoria. O reajuste deste primeiro semestre implicará num acréscimo de 360 mil mensais na folha de pagamento. Já em novembro, a folha do Município terá um acréscimo mensal de quase R$ 600 mil.

Contudo, ao ser questionado pela imprensa sobre críticas formuladas pelo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, vereador Napoleão Maracajá, que teria considerado irrisório o aumento salarial da categoria, o prefeito considerou a crítica desprovida de qualquer fundamento.

“Assim, só com o pessoal da educação, teremos um acréscimo mensal de R$ 1 milhão. Por que os prefeitos do passado não tomaram esta mesma iniciativa? Será que eu sou o primeiro prefeito de Campina e tenho que assumir o desgaste gerado pela desvalorização do magistério? Se tivemos outros prefeitos, porque não fizeram isto em favor da categoria? Fica a pergunta”, questionou.

Em seguida, Romero ponderou ser impraticável agradar a quem marca a sua atuação sindical pela crítica permanente ao trabalho do poder executivo. “É difícil achar que alguma coisa vai agradar ao presidente do Sindicato dos Servidores Municipais. Todo mundo tem o direito de presidir o sindicato, mas quando o governo acerta você não pode apenas estar criticando, pois só em 2013 promovemos um aumento de 20% para o magistério municipal, além do décimo quarto salário para as escolas de melhor desempenho”, afirmou.

Romero Rodrigues concluiu lembrando a sua permanente disposição em dialogar com todos os professores do Município, atestando que a própria classe está satisfeita com as medidas adotadas pela atual gestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO