romero_arcca

Romero garante reforma e ampliação da Arcca Catedral

romero_arccaA Arcca Catedral vai ser alvo de um amplo processo de reforma e de padronização, podendo o local ganhar cobertura e “segundo piso”, ou mesmo ser transformado em um edifício-garagem. Foi o que garantiu na manhã desta quinta-feira, 9, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, que visitou o espaço comercial, tendo a companhia de secretários municipais e vereadores. Além de reformar o local, a pretensão é ampliá-lo mediante a possível desapropriação de um terreno vizinho.

De acordo com o prefeito, tudo que será feito na Arcca acontecerá de acordo com as necessidades dos comerciantes do setor, daí a importância de uma política de parceria e diálogo com a categoria e demais setores interessados na melhoria da atividade comercial no centro de Campina Grande. Segundo o prefeito, até o final de 2014, haverá uma solução definitiva para os problemas daquela área, pois, logo de início, a PMCG, vai realizar ações de melhoria da infraestrutura do local.

A primeira ação é a completa recuperação dos banheiros, além de serem tomadas providências quanto à higienização, padronização, pintura e outras ações destinadas a oferecer uma melhor condição de trabalho para os comerciantes e de atendimento ao público consumidor. Na Arcca Catedral, existem 187 pontos de comércio, oferecendo quase 400 postos de trabalho.

A determinação do prefeito é de que a reforma não deve se limitar a aspectos básicos de infraestrutura, pois, dependendo da decisão a ser tomada em conjunto com os comerciantes, a área poderá ganhar cobertura e um segundo piso, onde poderão ser instalados mais comerciantes. Outra possibilidade, destinada inclusive a melhorar a mobilidade urbana, seria a construção de um edifício-garagem. Com isso, os comerciantes da Arcca seriam beneficiados com a circulação de motoristas e a consequente possibilidade de ampliação das vendas. Este último projeto poderá ser executado mediante uma parceria público-privada (PPP).

“Temos, portanto, duas soluções para os problemas hoje enfrentados pelos comerciantes. Porém, os projetos só poderão ser executados mediante o diálogo e a convergência de interesses entre o governo municipal e a categoria. Eles estão cientes da existência de duas alternativas de solução para as questões do local, mas tudo apenas será definido com diálogo e entendimento. Vamos continuar conversando com os interessados e, ao mesmo tempo, avançaremos nos estudos sobre as propostas que poderão dar uma nova dimensão a este setor do centro da cidade”, afirmou Romero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


TOPO