Romero anuncia para outubro entrega de policlínica para o bairro das Malvinas

rom_malvinasCom o objetivo de descentralizar serviços e minimizar o tempo de espera para consultas especializadas, a Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria de Saúde, vai implantar policlínicas nos distritos sanitários da cidade. O primeiro bairro a ser contemplado com o novo equipamento será as Malvinas. A novidade foi discutida com a comunidade na noite da segunda-feira, 02, no mercado público do bairro. A pretensão da prefeitura é entregar a policlínica no mês que vem.

O prefeito Romero Rodrigues, acompanhado da primeira dama Michelline Rodrigues, da secretária de Saúde, Lúcia Derks, e de outros auxiliares do governo, ressaltou a importância de discutir sobre a saúde direto com a população e na presença de diversos representantes do poder legislativo. Romero também lembrou que o governo está fazendo esforço para melhorar a oferta de serviços de qualidade, apesar das adversidades financeiras e da greve dos servidores da saúde, que completou um mês.

 “Não entendemos a lógica dessa greve, porque demos reajuste dentro da data base e acima do índice da inflação. Estamos fazendo esforço, mas não sou mágico para resolver todos os problemas do município de uma só vez, para resolver defasagem salarial de décadas em oito meses”, ponderou.

As lideranças comunitárias que participaram da reunião refletiram sobre a proposta da policlínica. “Até que enfim não estamos ouvindo que vem mais um PSF, enfim uma policlínica. Quando se falava em inovação não podia ser de novo um PSF”, considerou o morador Wellington Medeiros. O presidente da Associação dos Moradores das Malvinas, Jairo Miranda Souto, disse que a precariedade do bairro, que tem oito conjuntos, é na área da saúde.

Para ele, a policlínica vai reduzir a peregrinação dos mais de 88 mil habitantes em busca de atendimento médico especializado. “Nossa população vai para a fila às quatro horas da manhã para esperar atendimento. Ter uma policlínica com nove especialidades vai mudar essa realidade. Esse é um momento muito especial”, disse.

O secretário de Obras, André Agra, será o responsável pelo andamento da obra para instalação da policlínica. O trabalho será feito com os próprios servidores da secretaria, para evitar o longo tempo de contratação de uma empresa terceirizada. A proposta da policlínica elaborada pela equipe técnica da Secretaria de Saúde ainda prevê unidades com o mesmo formato para os demais distritos.

“É uma proposta que estamos iniciando pelas Malvinas, bairro que integra o Distrito Sanitário VI e que é atendido por dez das 23 equipes do Saúde da Família do Distrito”, explicou a secretária de Saúde, Lúcia Derks. Cada policlínica oferecerá um conjunto de especialidades formatado em função da epidemiologia do local. O mapa de serviços será montado a partir do estudo feito em cada comunidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO