Projeto social da PMCG é reconhecido em premiação da Caixa Econômica

premioA oficina de pífanos, realizada no distrito de Galante pela Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), através da Secretaria de Planejamento (Seplan), foi finalista do 8º Prêmio Melhores Práticas em Gestão Social, promovido pela Caixa Econômica Federal. A cerimônia foi realizada na noite desta terça-feira (03), em Brasília.

O projeto campinense ficou entre as 35 melhores práticas, numa disputa que envolveu trabalhos de todo o Brasil. Antes de chegar a essa final, a oficina foi selecionada entre as 145 melhores práticas, sendo que uma delas era de Moçambique.

A oficina faz parte do Trabalho Técnico Social (TTS) desenvolvido em investimentos de interesse social do Governo Federal, em obras de habitação e saneamento. No caso específico de Galante, foi uma obra de esgotamento sanitário no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

A oficina de pífanos articula cultura, lazer e reciclagem num trabalho socioambiental. Utilizando sobras de canos de PVC utilizados na obra, o professor ensina os alunos a produzirem flautas, com as quais são desenvolvidas as aulas de música. O interesse expresso pelas crianças e adolescentes foi fundamental para a participação dos adultos nas atividades e para a criação da Banda de Pífanos Infantojuvenil.

“O desejo e o interesse pela música crescem em paralelo com a preocupação e com o respeito ao meio ambiente, proporcionando a continuidade da Banda de Pífanos Infantojuvenil, com o apoio dos pais e participação nos ensaios e apresentações”, avalia a comissão julgadora do Prêmio.

O secretário de Planejamento do Município, Márcio Caniello, esteve na cerimônia junto com os representantes da Equipe Técnica Social da Seplan. A assistente social Jaqueline Firmino da Silva foi quem subiu ao palco para receber o diploma de Prática Finalista. Caniello explicou a importância do reconhecimento:

“Gostaria de parabenizar, primeiramente, a Equipe Técnica Social da Seplan pelo trabalho muito bem executado, com empenho, amor, garra e desprendimento. Embora não tenhamos conquistado o prêmio, estar entre as 35 finalistas já é uma vitória para Campina Grande e Galante, principalmente pelo reconhecimento dos resultados para a população. E é um estímulo para continuarmos com um Trabalho Técnico Social inovador em todos os empreendimentos de interesse social na cidade”.

O objetivo do Prêmio Caixa Melhores Práticas em Gestão Local é reconhecer e dar visibilidade aos projetos desenvolvidos com apoio técnico e/ou financeiro da Caixa, que tenham se destacado por sua contribuição ao desenvolvimento sustentável de assentamentos humanos de todo o País. Criado em 1999, o Prêmio tem como modelo o “Programa de Melhores Práticas e Lideranças Locais”, desenvolvido pela ONU.

O prêmio da Caixa, que ocorre a cada dois anos, reconhece projetos urbanos e rurais, de acordo com diversas categorias, entre elas: Habitação, Gestão Ambiental e Saneamento, Gestão Municipal, Desenvolvimento Local, Inclusão Social e Trabalho Social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO