Projeto de inclusão “Amigos do Planeta” alcança metas

amigos_planeteO projeto itinerante de inclusão, conscientização e desenvolvimento pessoal “Amigos do Planeta (Inclusão Digital)”, que esteve instalado no Parque do Povo em Campina Grande, no período de 14 de agosto a 19 de setembro, divulgou relatório com o balanço das atividades realizadas na cidade.

Em correspondência dirigida ao secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), Luiz Alberto Leite, a executiva das Casas Bahia, Carla Campos, agradeceu o apoio da PMCG. “Com o apoio de vocês, fizemos do Projeto Amigos do Planeta – Inclusão Digital, um grande sucesso na cidade”, comemorou.

De acordo com as informações divulgadas, do total de 988 vagas oferecidas para os diferentes cursos oferecidos pelo programa em Campina Grande, 985 foram preenchidas, representando uma adesão de 99,7%.

O projeto, que busca favorecer as populações mais carentes, em todo o país, é uma realização das Casas Bahia, a partir do conteúdo proposto pela ONG Comitê para Democratização da Informática (CDI). Contando com apoio da prefeitura, o “Amigos do Planeta” foi programado para oferecer um mês de aulas de inclusão e educação digital, empreendedorismo e empregabilidade.

“Quando fomos apresentados ao projeto, concordamos que seria interessante que viesse para Campina Grande, porque as propostas do projeto se inserem nos objetivos da gestão do município”, afirmou Luiz Alberto Leite.

Segundo Carla Campos, a participação da comunidade e todo o acolhimento da prefeitura foi fundamental para que a inclusão digital e desenvolvimento pessoal, propostas do “Amigos do Planeta”, fossem conquistadas. “Agradecemos a todos os profissionais e educadores locais que participaram do projeto”, disse.

Para Anchieta Ramalho, de 19 anos, o projeto foi importante. “Fiz todos os cursos de que pude participar. Foi a forma de me preparar para buscar um trabalho”, afirmou. Depois de ter feito cursos de inclusão digital, empregabilidade e empreendedorismo, o jovem Anchieta dá uma dica. “O melhor curso para mim foi de empreendedorismo. Ele abriu meus limites e me fez pensar em diversas possibilidades profissionais”.

“Parece que estava adormecida. Voltar a estudar foi meu despertar. Eu agradeço ao ‘Amigos do Planeta’, por me fazer enxergar novas possibilidades”, comentou a aposentada Maria da Guia Leite, 65 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO