Projeto da Prefeitura transforma Parque do Povo numa grande sala de aula

aulao_judoA Prefeitura de Campina Grande, através da Secretaria de Educação realizou, na tarde de ontem, o 3º Aulão do projeto “Capoeira nas Escolas”, que reuniu 3.600 alunos da rede municipal de ensino e transformou o Parque do Povo numa enorme sala de aula.

O “Capoeira nas Escolas” é resultado de uma importante parceria da Prefeitura de Campina Grande com o Instituto Alpargatas e se constitui no maior projeto de capoeira do País. Sob a coordenação do professor Rosemberg Pequeno, as atividades são desenvolvidas em todas as unidades educacionais da rede municipal.

Depois de revelar a satisfação de ter caminhado entre os alunos, pelo Parque do Povo, a secretária de Educação, professora Verônica Bezerra, falou da emoção da presença de dona Glória Cunha Lima, que tantos serviços têm prestado às crianças, especialmente das creches. “A sua presença hoje neste evento é emblemática. O Parque que o poeta deixou para Campina Grande hoje se transforma numa grande sala de aula”, comparou.

A secretária ressaltou a parceria com o Instituto Alpargatas, possibilitando, a partir deste ano, chegar a todas as escolas da rede municipal. “Agora não fica apenas nos grandes. O projeto vai também a quatro creches, dando vez também aos pequenos”, comentou.

Ao se dirigir a todos os alunos, Verônica falou da importância da capoeira, que atravessou o mar para vir da África até as escolas de Campina Grande e ao Parque do Povo. “Mas tudo isso não seria possível acontecer se não fosse o engajamento, a dedicação de todos os educadores. E aqui fica o nosso reconhecimento por esse trabalho brilhante que vocês desenvolvem e que tanto tem contribuído para a formação daqueles que serão o futuro da nação”, reconheceu.

Representando o Instituto Alpargatas, na ocasião, Berivaldo Araújo ressaltou a importância da parceria, lembrando que “o mais importante do projeto é o quanto estamos contribuindo de forma decisiva e efetiva para a melhoria na qualidade na educação”. O grande aulão, que durou cerca de uma hora e meia, envolveu aproximadamente 32 educadores e também contou com o apoio de equipes da STTP, da CPTRAN, SAMU e Corpo de Bombeiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO