Professora Heloísa Luck encerra 1º Seminário Municipal de Educação

professoraCom a conferência da professora Heloísa Luck, abordando o tema “Desafios e possibilidades para a Escola Inovadora”, será encerrada nesta sexta-feira (23), à tarde, no Teatro Municipal Severino Cabral, a programação do 1º Seminário Municipal de Educação, promovido pela Secretaria de Educação da Prefeitura de Campina Grande.

A professora Heloísa é doutora em Educação pela Universidade Columbia e pós-doutora em Pesquisa e Ensino Superior pela Universidade George Washington, ambas nos Estados Unidos. Diretora educacional do Centro de Desenvolvimento Humano Aplicado (CEDHAP), em Curitiba, é, ainda, consultora do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

Durante uma semana, gestores, professores, técnicos, secretários escolares, merendeiras e auxiliares de serviço estiveram reunidos para discutir a construção de uma escola inovadora. As atividades foram desenvolvidas em dez espaços.

Nesta quinta-feira (22), uma equipe da SEDUC formada pela coordenadora geral de Educação, Maria Goretti de Lima, e as professoras Cassia Cristina Noberto, Euda Maria Rodrigues, Francisca Clênia Pinheiro de Brito, Maria Odete Guimarães, Maria Angélica Cirne Diniz e Vera Lúcia Passos, distribuiu com os participantes do seminário um instrumento para uma análise diagnóstica da escola.

AVALIAÇÕES – Além da análise diagnóstica da escola, os participantes fizeram uma avaliação do 1º Seminário Municipal de Educação. A professora Paula Floriza destacou a temática do seminário como extremamente interessante. “Tudo o que foi discutido, tudo que foi abordado, desde as professoras que vieram da USP que chamaram a atenção para aspectos que devemos considerar no dia-a-dia da sala de aula, as interferências que às vezes se tornam imperceptíveis e são tão delicadas e tão próximas do cotidiano escolar”, afirmou.

No que diz respeito às oficinas realizadas, a professora ressaltou a segurança dos profissionais e a propriedade com que eles colocaram os temas. Ela aproveitou a oportunidade para dar uma sugestão para que a secretaria promova o próximo seminário com mais tempo. “Consideramos o tempo curto para se apropriar de tanto saber”, opinou.

A professora Kátia Marinho afirmou que o seminário foi muito proveitoso, principalmente para o professor que busca uma escola renovadora e inovadora. “Aqui aprendemos como tirar dos alunos a visão da escola tradicional e apresentar a visão de uma escola inovada, desenvolvendo a afetividade do professor com o aluno e vice e versa”.

Para o professor Antônio Nunes, o Seminário deixou conhecimento e integração com as outras pessoas e o conhecimento sobre escola inovadora e o que se deve fazer para esta inovação. “A união de todos na escola, desde o vigia até a merendeira, aí criamos uma escola inovadora. Posso afirmar que o seminário foi excelente”, comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO