Primeira-dama destaca aumento do teto financeiro da saúde

micheline_aumento_tetoA primeira-dama do Município, Micheline Rodrigues, confirmou na tarde desta quinta-feira, 24, durante solenidade de entrega da reforma da unidade âncora da equipe do PSF do Sítio Surrão, no distrito de Galante, a sinalização do Ministério da Saúde para o aumento do teto financeiro de Campina Grande. A expectativa é de que o incremento aconteça ainda este ano.

O ministro Alexandre Padilha acatou o pleito do município, considerando os argumentos elencados pela equipe do governo. “Colocamos que Campina polariza 173 municípios, o que significa que a população referenciada é de 1,3 milhão de pessoas, além dos 400 mil habitantes de Campina”, informou a primeira-dama, que esteve em Brasília juntamente com a secretária de Saúde, Lúcia Derks.

De acordo com Micheline, o Ministério também levou em consideração os avanços na produtividade. “Mostramos números que revelaram mais cirurgias, mais procedimentos, maior produção. O ministro ficou sensibilidade e Campina terá um aumento para oferecer uma saúde de melhor qualidade”, disse.

Ainda este mês haverá uma reunião com a equipe do Ministério para planejar a destinação dos recursos. A maior carência é no setor de oncologia, que acumula um déficit de R$ 600 mil, e o de nefrologia, que precisaria de uma verba a mais em torno de R$ 400 mil.

A primeira-dama lembrou que o esforço do governo em melhorar a saúde, com a busca de mais recursos, a compra do Hospital Pedro I e a realização de procedimentos que não estavam sendo feitos, já vem sendo reconhecida. “O Ministério reconheceu e parabenizou Campina pelo avanço na saúde”, comemorou Micheline, comparando os números de quando a PMCG assumiu o Pedro I até agora. “Foram 35 cirurgias realizadas em abril e 237 procedimentos realizados este mês”, contabilizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO