Prefeito apresenta no sábado projeto executivo de requalificação da Feira

romero_feiraDentro da programação de aniversário dos 149 anos da Rainha da Borborema, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, vai apresentar neste sábado (19/10), às 10hs, no Mercado Público, o projeto executivo de requalificação da Feira Central. O projeto foi elaborado pela equipe de arquitetos, engenheiros e designers da Secretaria de Planejamento (Seplan), sob responsabilidade do secretário Márcio Caniello.

Na ocasião, será exposta a maquete eletrônica com todos os detalhes da proposta de revitalização desse importante patrimônio histórico-cultural da cidade. Para que a obra cause o mínimo transtorno possível, o projeto é dividido em cinco etapas: Armazéns; Largo do Mercado; Mercado Central; Calçadão e Ruas Adjacentes; Edifícios Históricos e Estacionamentos.

A primeira fase do projeto abarca a construção de 423 pontos comerciais que alocarão os feirantes na medida em que os trabalhos de reforma forem acontecendo. O projeto de requalificação da Feira Central é resultado de um intenso processo democrático, no qual os feirantes deram sugestões e expuseram seus anseios no que se refere a essa revitalização.

Ao todo foram realizadas quatro plenárias, uma oficina de projeto participativo dentro do Mercado Central, seis reuniões com comerciantes de setores específicos da feira, além de audiências no Ministério Público e na Câmara de Vereadores, com ampla participação dos feirantes.

Durante os encontros, se discutiu a melhor maneira de elaborar um projeto que propiciasse a adequação do espaço às normas de acessibilidade, mobilidade, conforto, segurança e salubridade, preservando as características históricas, culturais e patrimoniais da feira, garantindo uma obra cuja execução não interrompesse as atividades comerciais na área, vitais para os milhares de comerciantes que ali garantem o sustento de suas famílias.

Para o secretário de Planejamento, Márcio Caniello, a finalização dessa etapa significa uma vitória do diálogo e da democracia. “Conseguimos equacionar diversas perspectivas para fechar esse projeto. Tivemos um contato intenso com os feirantes e esperamos atender às necessidades da imensa maioria daqueles que têm na feira o seu ganha pão”, destacou o gestor.

O projeto executivo da feira central já foi encaminhado à Caixa Econômica Federal, que, ao aprová-lo, vai liberar os recursos. A partir daí será realizada a licitação para que as obras sejam iniciadas. Serão investidos R$ 19,5 milhões, sendo R$ 18,4 milhões oriundos do Governo Federal e R$ 1,1 milhão como contrapartida da prefeitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO