PMCG realiza oficina para discutir revitalização da Feira Central

feira_centralA Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG), por meio da Secretaria de Planejamento (Seplan), vai realizar, de 31 de maio a 02 de junho, dentro do Mercado Central, uma Oficina de Projeto Participativo para que sejam traçadas as diretrizes para o Projeto de Revitalização da Feira Central.

O objetivo é dialogar com os feirantes para que se chegue a um consenso sobre o que é melhor para a feira. Numa visão multidisciplinar, será montado um estúdio de projeto, no qual professores, pesquisadores e técnicos trabalharão e ouvirão as propostas dos comerciantes para a formatação das diretrizes.

Na abertura da programação, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, estará presente na mesa coordenada pelo secretário de planejamento, Márcio Caniello. Palestras, painéis, mesas redondas e debates farão parte do evento.

Segundo Caniello, é importante dialogar com quem está diretamente envolvido com a feira central. “Essa proposta democrática de ouvir os feirantes é determinante para a formulação de um projeto que articule o resgate daquele ambiente de negócios, respeitando as características históricas, artísticas, culturais e sociais da feira, um dos maiores patrimônios do povo de Campina Grande. Só chegaremos ao melhor projeto depois de muito debate”, explicou.

A Oficina de Projeto Participativo faz parte de uma série de eventos públicos (como audiências e plenárias) que integram o plano de trabalho proposto para que um projeto democrático de revitalização da feira seja implementado.

Além da PMCG, vários órgãos estão envolvidos na Oficina, como Universidade Federal de Campina Grande, Universidade Federal de Pernambuco, Universidade Federal da Paraíba, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), além do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado da Paraíba (Iphaep).

A obra de revitalização está prevista para ser iniciada tão logo o projeto executivo fique pronto e seja licitado, o que deverá ocorrer até o final de 2013.  Serão investidos R$ 19,5 milhões, sendo R$ 18,4 milhões oriundos do Ministério das Cidades e R$ 1,1 milhão como contrapartida da prefeitura.  A revitalização compreende todo o espaço físico do mercado, ruas do entorno e os prédios tombados pelo Iphaep. Cerca 3.700 feirantes já foram cadastrados para atuar na feira.

Imagem: CDL Campina Grande

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO