canielo_invasao_meninao

PMCG fecha acordo e barracos do Meninão serão removidos

canielo_invasao_meninaoSábado (11) e domingo (12) será iniciada a retirada de barracos pertencentes a 71 famílias que moravam na Ocupação do Meninão e que já foram contempladas com apartamentos do Residencial Major Veneziano, entregues em dezembro, através do programa “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal.

O acordo foi fechado na noite desta quarta-feira (08), durante uma reunião entre representantes da Prefeitura Municipal de Campina Grande, lideranças comunitárias, moradores e ex-moradores da ocupação e membros do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB). Por delegação do prefeito Romero Rodrigues, o secretário de Planejamento, Márcio Caniello, comandou o encontro.

Márcio foi acompanhado pelo secretário adjunto de Administração, Roberto Loureiro, e pelos representantes da Secretaria de Assistência Social, Ronaldo Rodrigues, e da Secretaria de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Josivaldo Salatiel e Jomeres Tavares. A gerente de Desenvolvimento Comunitário e Trabalhos Sociais da Secretaria de Planejamento, Alba Valéria Cruz, também participou da reunião.

No encontro, ficou definido que os próprios ex-moradores, acompanhados por comissão formada pelas lideranças comunitárias e representantes da Seplan, Semas e Sesuma, desmontarão os barracos neste final de semana. A PMCG manterá uma equipe de plantão no local para apoiar os ex-moradores no processo de desmontagem dos barracos. Na segunda-feira (13), a Sesuma fará o recolhimento dos entulhos restantes.

Foi acordado também que as 52 pessoas que ainda não foram contempladas serão encaminhadas para o aluguel social da prefeitura, para que os outros barracos também possam ser removidos. Esse grupo é formado por 19 catadores que foram contemplados por casas da Cehap, a serem entregues no primeiro trimestre deste ano; 23 pessoas que estão com documentos em análise pela Caixa Econômica para serem beneficiadas com apartamentos no conjunto Major Veneziano; oito que não possuem documentos e duas que estão com a documentação atrasada.

No total, são 123 famílias da ocupação do Meninão cadastradas na Seplan. Ficou pactuado, ainda, que eventuais pendências serão resolvidas da mesma forma democrática e participativa como se deu no encontro nesta quarta, em uma mesa permanente de negociação entre a PMCG e os moradores, instalada no galpão de reuniões dentro da ocupação.

“A ideia é que todos na ocupação do Meninão tenham acesso rápido aos projetos do ‘Programa Minha Casa, Minha Vida’, pois queremos dar condição digna de moradia para essas pessoas urgentemente. Ao todo, 71 famílias já estão no Residencial Major Veneziano e nosso objetivo é manter um diálogo permanente com as restantes para que a situação seja resolvida o mais rápido possível, de maneira pacífica e democrática”, asseverou o secretário de Planejamento.

No lugar da Ocupação do Meninão, será construído um Centro de Iniciação Esportiva (CIE), com recursos já assegurados pelo Ministério dos Esportes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


TOPO