PMCG encaminha projeto executivo da Alça Leste à Caixa Econômica Federal

engenheiro_seplanA Prefeitura Municipal de Campina Grande, através da Secretaria de Planejamento, entregou à Caixa Econômica Federal o projeto executivo para a implantação da Alça Leste, via que irá interligar a BR-230 (na altura do Garden Hotel) à Rua Gonçalves Dias. Serão investidos, ao todo, R$ 16,5 milhões, sendo R$ 14,8 milhões oriundos do Ministério das Cidades (liberados através de emenda do então deputado federal e hoje prefeito Romero Rodrigues) e R$ 1,7 milhão como contrapartida da prefeitura.

Toda a obra terá uma extensão de 6,1 km: 3,7 km compondo a Alça Leste em si e 2,4 km compostos pelos prolongamentos das Ruas Fernandes Vieira e Gonçalves Dias, que se interligarão à Alça. A Alça Leste contribuirá para a diminuição do número de veículos no anel central, especialmente para quem viaja do estado de Pernambuco ou do litoral em direção à região do Brejo paraibano, facilitando o acesso mais rápido à PB-095 e à BR-104.

A avenida trará benefícios aos moradores da Zona Leste, mais especificamente dos bairros Mirante, Nova Brasília, José Pinheiro, Monte Castelo e Santo Antônio, pois facilitará a acessibilidade desses moradores aos seus locais de trabalho e de moradia. Segundo o secretário de Planejamento de Campina Grande, Márcio Caniello, esse é mais um presente que a prefeitura dá a cidade nas comemorações dos seus 149 anos.

“Essa é uma obra estruturante. É a primeira avenida aberta na cidade em muitos anos. Iremos propiciar uma expansão da zona leste, além de desafogar o trânsito na região das avenidas Brasília, Canal e Floriano Peixoto, melhorando, e muito, a vida do campinense”, salientou o secretário.

O projeto foi elaborado pela equipe técnica de engenheiros, arquitetos e designers da Seplan e entregue na Caixa em João Pessoa pelo engenheiro civil da pasta, Alexandre Araújo. Após o projeto ser aprovado pela Caixa Econômica Federal, os recursos serão liberados e será realizada a licitação para a escolha da empresa que fará a obra. Os trabalhos, após iniciados, deverão durar cerca de 18 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO