PMCG comemora 115 anos da Filarmônica Epitácio Pessoa

filarmonicaA Prefeitura Municipal de Campina Grande, através da Secretaria de Cultura, realizou uma programação especial, na tarde desta quarta-feira (13), na Praça da Bandeira, numa homenagem pelos 115 anos da Orquestra Filarmônica Epitácio Pessoa, fundada em 15 de novembro de 1898.

Um público seleto prestigiou o acontecimento, aberto com a apresentação da Filarmônica Infantil do bairro de Santa Rosa, tocando “De volta pro Aconchego”. O grupo, com pouco mais de um ano de criação, que tem a regência do maestro Omar, é projeto de extensão do Centro Cultural Lourdes Ramalho, composta de 14 jovens do bairro de Rosa.

Para prestar a homenagem em alto estilo, apresentou-se a Orquestra Filarmônica 5 de Agosto, que executou um rico repertório de músicas clássicas e forró de Flávio José, como forma de reverenciar também a terra do Maior São João do Mundo .

Composta de 53 membros, a Orquestra 5 de Agosto, denominação em homenagem à cidade de João Pessoa, foi fundada há 49 anos. Sob a regência do maestro Adelson Machado, o único componente que vem desde sua criação, carrega um rico currículo com apresentações em várias cidades paraibanas e em estados vizinhos.

Filho de Santa Luzia, mas apaixonado declarado de Campina Grande, o maestro Adelson Machado falou da satisfação de ter participado com o grupo das festividades alusivas ao centenário da cidade, em 1964. “Para mim, Campina Grande é a cidade Rainha do Nordeste e não apenas da Borborema”, disse.

A Filarmônica Epitácio Pessoa, carinhosamente conhecida como “Sá-Zefinha”, sempre foi uma das mais organizadas bandas do Brasil, dispondo de uma grande equipe de músicos. Para a secretária de Cultura do Município, a professora Marlene Alves, a história da Orquestra se confunde com a de Campina Grande, que completou 149 anos no dia 11 de outubro último, e já se prepara para o sesquicentenário.

“Ela representa, para o povo campinense, a reafirmação de um grande patrimônio, muito valioso e que precisa ser reconhecido como importante elemento artístico e cultural”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO