Prefeito Romero Rodrigues

romero10-300x178Prefeito: Romero Rodrigues Veiga

Aniversário: 09 de janeiro

Secretária: Sueli Carvalho

Telefone: 3342-2575

Endereço: Avenida Rio Branco, 304, Centro

Campina Grande/PB

Romero Rodrigues Veiga, natural do Distrito de Galante, pertencente ao município de Campina Grande, Paraíba, é engenheiro agrônomo pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e filiado ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Nascido em 9 de janeiro de 1966, Romero Rodrigues é filho de Moacir Barbosa da Veiga (já falecido) e da senhora Antonieta Rodrigues Veiga. Casado com a médica Micheline Moura é pai de Vitória Moura e Vitor Romero.

Filho de funcionários públicos (seu pai era da Rede Ferroviária Federal e sua mãe telefonista da Telingra), o atual prefeito de Campina Grande viveu sua infância no Distrito de Galante, onde começou a estudar no Grupo Escolar “Monsenhor Sales”. No distrito tomou gosto pelos estudos (apreciava leituras e fazer contas), mas também se dedicava à fé em Deus e à crença de que “tudo pode ser possível para os trabalham em busca de seus objetivos”.

Graduou-se em Agronomia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde cursou no campus de Areia. Fez pós-graduação em Irrigação. Começou a trabalhar na Secretaria de Agricultura de Campina Grande, onde desenvolveu os Programas de Zoneamento Agroecológico e o “Caminho das Águas”, além do Plano de Águas e Solo. Esse período foi decisivo para aumentar seu interesse pela vida política, cuja trajetória sempre foi de destaque.

Candidata-se a vereador, pela primeira vez em 1992 e, com o apoio de seus familiares e amigos de Galante, é eleito vereador por Campina Grande. As sucessivas reeleições o permitiram concluir quatro mandatos. Foi o vereador mais votado da Paraíba, na eleição de 2004 e eleito “Vereador do Ano” em diversas oportunidades. Foi presidente da Câmara Municipal de Campina Grande por três vezes e, como presidente do Poder Legislativo, assumiu a Prefeitura de Campina Grande em diversas oportunidades.   Em 2006 foi eleito deputado estadual da Paraíba, obtendo 38.014 votos, sendo o mais votado em Campina Grande.

Como presidente instalou a nova sede da Câmara Municipal de Campina Grande, hoje a mais moderna do Norte-Nordeste, além de sua informatização, implementou o Plano de Cargos e Salários dos Servidores e lançou o “Memorial 500 Anos de História”. Em sua vida pública como parlamentar apresentou iniciativas que contribuíram decisivamente para a ampliação do ensino profissionalizante no Brasil. A partir de sua luta como vereador na Câmara campinense, iniciou o movimento para a construção do CEFET (do Centro Federal de Educação Tecnológica) em Campina Grande. Até então, estava proibida a construção de novas escolas profissionalizantes no Brasil. A sua ação foi das mais valiosas, abrindo caminho para que vários Estados e Municípios fossem contemplados com unidades profissionalizantes.

Romero é um dos incentivadores da luta pela transposição do Rio São Francisco. Foi autor do Programa e do Fundo de Incentivo à Cultura “Luiz Gonzaga”, do Conselho do Patrimônio Público, do Centro Permanente de Turismo, do Centro de Tradições Nordestinas. Apresentou projetos para a instituição do Memorial da Imprensa, da Imagem e do Som, do Conselho do Patrimônio Cultural, do Centro de Tradições Nordestinas, do Museu do Teatro, da criação do Procon, sempre defendendo o fortalecimento das áreas da segurança pública, educação de qualidade, a geração de emprego e renda.

Tem buscado benefícios para a melhoria da vida do homem do campo. A questão do abastecimento de água para o Nordeste sempre tem sido uma das bandeiras, lutando pela construção de adutoras, açudes, poços artesianos e amazonas, dessanilizadores, a distribuição de sementes para a agricultura. Também luta pela eletrificação rural.

São propostas suas a geração de alternativas de renda, revigorar a economia rural, fortalecer a agricultura familiar, gerar empregos diretos e indiretos, contribuir para a estabilidade do homem no campo, contribuir para a preservação dos valores culturais, buscar o resgate da autoestima do homem rural, além de proporcionar novas atividades nas propriedades agropecuárias voltadas ao turismo receptivo, entre outras ações de interesse público.

Foi secretário de Interiorização do Estado (2007-2008) e, depois, secretário-chefe da Casa Civil do Governo da Paraíba (2008-2009), na gestão do então governador Cássio Cunha Lima. Nesse período foi apontado pela ONG Transparência Brasil como o parlamentar de maior atuação na Assembleia Legislativa da Paraíba, em termos de relevância nas matérias apresentadas na Casa de “Epitácio Pessoa”.

Em 2010 foi eleito deputado federal pela Paraíba com 95.202 votos. Sua atuação na Câmara Federal proporcionou-lhe uma posição de destaque em termos de trabalho e de apresentação de projetos e requerimentos de relevância.

Nas eleições municipais em 2012 disputou pela primeira vez uma eleição majoritária. Candidatando-se a prefeito de Campina Grande. Venceu o primeiro turno das eleições com 97.659 votos (44,94% dos votos válidos) e o segundo turno com 130.106 votos (representando 59,14% dos votos válidos).

Hoje é prefeito de Campina Grande, uma das maiores cidades do Norte-Nordeste do Brasil.

1 comment

  1. Sr. Prefeito:

    Como cidadã e moradora desta cidade, gostaria de fazer um pedido a Vossa Senhoria. Vários outros prefeitos já prometeram e nada foi feito, por esse motivo me reporto ao senhor como ocupante do cargo de prefeito no momento. Seria possível conseguir verbas para abrir a rua João Suassuna, facilitando o acesso para quem vai pra UFCG, UEPB e FAP? Nas terras que era da familia Figueiredo (Sr. Belinho), estão virando lixão, se fosse cercado o terreno até mesmo pela própria prefeitura evitando assim o depósito de lixo na área e em seguida o calçamento feito, o fluxo de carros na rua Arrojado Lisboa iria diminuir e muito. Outra reinvidicação seria fazer uma ponte mais lartga entre os bairros conceição e aalto branco na altura do Colégio Autentico – unidade 3., ou ao final da rua João da Silva Pimentel, próximo ao Centro Sheila, ficaria a velha ponte e seria feita uma nova, com isso diminuiria em muito o trânsito no ponto de cem reis, em frente ao Supermercado Ideal, horas de pico é inviável passar ali. Por favor pense nesse assunto e veja o que lhe falo em loco. O senhor irá ver o quanto o transito no ponto de cem reis é complicado em horários de picos. Espero que leia as sugestões e pondere sobre as mesmas.

    Atenciosamente,

    Isabel Paz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO