Palestras sobre saúde do homem marca abertura do “Novembro Azul”

novembro_azul_palestraLançada esta semana, a campanha de promoção e prevenção à saúde do homem da Prefeitura de Campina Grande, “Novembro Azul”, teve início com a realização de palestras educativas para servidores municipais. As atividades aconteceram na tarde desta sexta-feira, 08, no auditório da Vila do Artesão. A proposta foi chamar a atenção dos participantes para os cuidados com a saúde integral do homem, com orientações sobre qualidade de vida para prevenir as principais doenças masculinas, como as cardiovasculares, câncer de próstata, diabetes, hipertensão, além dos transtornos mentais.

O primeiro palestrante da tarde foi o neuropsiquiatra Ednaldo Marques, que falou sobre as causas e os tratamentos disponíveis para a ansiedade e a depressão. Segundo o médico, além do histórico familiar, os dois problemas estão diretamente relacionados ao estilo de vida das pessoas e ao ambiente em que vivem. “A obesidade e o sedentarismo, por exemplo, são fatores de risco que podem levar a um quadro depressivo e de ansiedade extrema. Da mesma forma, o consumo excessivo de álcool e outras drogas e as experiências de violência familiar podem influenciar no desenvolvimento desses transtornos”, explicou.

Em seguida, foi a vez do urologista Wendyson de Souza falar das doenças de maior incidência entre os homens. Ele iniciou a apresentação chamando a atenção para a falta de cuidado do homem – que em média vive sete anos a menos que a mulher – com a própria saúde. “Além de não procurar os serviços de saúde regularmente, os homens que não praticam atividades físicas e não cuidam da alimentação, acabam tendo mais tendência para desenvolver diabetes, doenças hipertensivas, do coração e cânceres”, alertou.

Ao abordar as doenças urológicas, em especial o câncer de próstata, o médico também pôde tirar várias dúvidas dos participantes. Ele disse que 70% dos pacientes que procuram os consultórios de urologia possuem alguma doença na próstata, mas que a maioria dos problemas é benigna. “O câncer de próstata não apresenta sintomas, a não ser quando já está em estágio muito avançado, comprometendo outros órgãos, como fígado e ossos”, afirmou.

No final da atividade, a secretaria municipal de saúde, Lúcia Derks, garantiu aos participantes que a Prefeitura vai disponibilizar consultas com urologistas, duas vezes no mês, nos Centros de Saúde da Liberdade, Palmeira, Bela Vista, Francisco Pinto e na Unidade Básica de Saúde Adriana Bezerra, no bairro de Santa Rosa. “Também haverá atendimentos nos distritos de São José da Mata e Galante. O Serviço Municipal de Saúde, que funciona na Prata, e o Centro de Saúde do Catolé já realizam os atendimentos periodicamente”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO