Maior São João 2017: Um evento marcado pela inclusão e solidariedade

A edição deste ano do Maior São João do Mundo, além de grande sucesso   de público e de mídia, também foi marcado pela inclusão e solidariedade, ampliando o leque participativo e solidário do evento.

Este ano, por exemplo, a Prefeitura de Campina Grande disponibilizou, no Parque do Povo, o  Camarote da Acessibilidade. Coordenado pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos – STTP, ofereceu a oportunidade às pessoas com deficiência, e seus acompanhantes, de participarem das festas de São João.

Este espaço permitia   a que as pessoas nessas condições assistissem ao evento, sem precisar ficar no meio do povo. O espaço foigratuito, com vista privilegiada para o Palco Principal, além de contar com o apoio de integrantes de associações e escolas, com trabalhos voltados para idosos e pessoas com deficiência, a exemplo da APAE, UCES, FCD, Instituto dos cegos, Grupo preferenciais (paratletas), e outras.STTP_mobilidade_sj_2017

Dentro essa linha de inclusão, no dia 13 de junho, a Prefeitura, através do Centro Especializado em Reabilitação, promoveu a festa junina para os usuários do serviço. O 1º Forró da Inclusão foi realizado no Sítio São João, com a participação de todos os funcionários, das pessoas assistidas pelo CER e os familiares dos usuários.

Contou com a apresentação de quadrilhas juninas, concurso caipira das crianças e das mães, música com trio de forró, mesa de comidas típicas e um quadrilhão com todas as pessoas presentes.

O CER atende crianças e adultos com deficiências crônicas ou adquiridas de 143 cidades paraibanas. São pacientes de lesão por AVC, doença neurológica, mielo, mal formação congênita (microcefalia), paralisia cerebral, poliomielite e doenças raras, como ELA, AME, e mucopolissacaridose, lesionados de medula e amputados.

Marilia –  Fechando   o ciclo de atenção às pessoas necessitadas, dentro de um evento, a princípio, festivo, Campina Grande foi surpreendida com um ato magnânimo da cantora Marilia Mendonça.
Em pleno show no Parque do Povo, a anunciou na noite de sábado,24, uma doação de R$ 100 mil para a instituição São Vicente de Paulo. Na oportunidade, a  irmã Maria do Rosário subiu no palco e recebeu um documento das mãos da artista. No documento, estava escrito que a transferência do dinheiro acabou realizada na segunda-feira 26, Marília disse que a entidade foi uma sugestão da sogra dela, que foi visitar o local.
Assim, o Maior São João do Mundo, a princípio tida como um maratona eterna de forró, a cada ano vai provando que vai além, se aperfeiçoando como evento turísticos, sem esquecer o lado social da comunidade em seu entorno, clima que já é absorvido pelos artistas que dele participa.
A exemplo de vários artistas que receberam crianças excepcionais em seus   camarins, antes ou depois das apresentações, dando um pouco de si,   que significam muito para os quem recebem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO