Isea vai implantar teste da linguinha para prevenir dificuldades na amamentação e fala

isea_parturientesO que a fonoaudióloga tem a ver com a amamentação? Para responder esta e outras dúvidas a respeito do tema, a equipe de fonoaudiólogos do Instituto Elpídio de Almeida – Isea realizou uma oficina com mães e gestantes internadas na maternidade na manhã desta segunda-feira, 05. No encontro com as parturientes, os profissionais explicaram a necessidade de diagnosticar e tratar os recém-nascidos com limitações causadas pela “língua presa”. A proposta foi mostrar que o problema pode ser responsável pelo desmame precoce, além de outras dificuldades na amamentação.

Durante a atividade, também foi anunciada a implantação do teste da linguinha na maternidade pública de Campina Grande. O exame vai ser feito gratuitamente no Isea a partir da próxima segunda, 12. A expectativa é realizar o procedimento em 500 bebês até o mês de setembro. Com a oferta do procedimento, a Secretaria Municipal de Saúde vai ampliar a atenção integral aos recém-nascidos, que atualmente contam com o teste da orelhinha, olhinho, pezinho e coraçãozinho.

De acordo com a fonoaudióloga Rachel de Farias, língua presa atinge cinco em cada cem bebês brasileiros e pode ser determinante no crescimento saudável da criança. Ela explicou que o problema provoca o comprometimento das funções exercidas pela língua: sugar, engolir, mastigar e falar. “As limitações mais comuns são a dificuldade para falar algumas palavras com R e L, beijar na boca e a interferência no relacionamento social e no desenvolvimento profissional”, informou.

A fonoaudióloga informou ainda que, na amamentação, a língua presa pode provocar a diminuição do intervalo entre as mamadas, causando estresse para mãe e para o bebê. Segundo ela, a sucção do leite materno, por exemplo, é uma atividade que prepara a fala da criança e ajuda na aprendizagem da respiração correta. “A amamentação auxilia no desenvolvimento das atividades psicomotoras, fortalece o vínculo pais-bebê, previne ocorrência de infecções de ouvido e ainda contribui para a criança ter dentes bem posicionados e exercitar os músculos responsáveis pela mastigação e deglutição”, esclareceu.

O anúncio da implantação do teste da linguinha no Isea faz parte das atividades da Semana Mundial de Aleitamento Materno, realizada pela Secretaria Municipal de Saúde desde o último dia 02 e segue até esta sexta-feira, 09.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO