Isea receberá mais de R$1,3 milhão em investimentos

iseaO Ministério da Saúde aprovou três projetos da Prefeitura Municipal de Campina Grande voltados para ampliação da estrutura física do Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – Isea. O montante aprovado para a maternidade pública é superior a R$1,3 milhão e será investido em obras que irão contribuir para otimizar os serviços na maternidade pública. Os projetos, elaborados no início do ano com a finalidade de melhorar a assistência às gestantes e recém nascidos, fazem parte da estratégia de humanização e qualificação do serviço.

Com a aprovação dos projetos, a Secretaria Municipal de Saúde vai receber R$540 mil para construção de um anexo, espaço onde funcionará o Centro de Parto Normal. No local também serão investidos R$422 mil para construir uma UTI Neonatal. Ainda serão destinados R$424 mil para construção da Casa da Gestante, Bebê e Puérpera, que atualmente funciona numa residência alugada a poucos metros da maternidade.

A nova casa será construída no Isea, facilitando o acesso dos usuários do serviço. A previsão é de que as obras comecem no primeiro semestre do próximo ano, tão logo seja concluído o processo licitatório para contratação das empresas que vão executar os serviços.

De acordo com a secretária de saúde, Lúcia Derks, as melhorias na maternidade foram iniciadas com a criação do projeto “Bem-Me-Quer”, que estabelece o Plano Municipal de Assistência Obstetrícia Neonatal, criado em fevereiro deste ano para reduzir os índices de mortalidade materno infantil no município.

“Com o processo de humanização do Isea, conseguimos avançar na implantação da Rede Cegonha, estabelecemos o sistema de acolhimento com classificação de risco, resgatamos a política de incentivo ao aleitamento materno. Além disso, também estamos podendo investir em educação permanente para os profissionais”, ressaltou.

A secretária destacou ainda que a maternidade ganhou 32 leitos, no mês de agosto deste ano, e deverá receber mais investimentos. “Precisamos renovar boa parte dos equipamentos, melhorar a ambiência e setores como a lavanderia. O Isea também terá sua UTI Materna, evitando que as gestantes precisem ser transferidas para outras maternidades”, garantiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO