I Seminário Municipal de Educação é aberto no Teatro Severino Cabral

I_sem_educacao“Construindo uma Escola Inovadora” é o tema do I Seminário Municipal de Educação, aberto na manhã desta segunda-feira (19), no Teatro Severino Cabral e promovido pela Secretaria de Educação da Prefeitura de Campina Grande. O seminário objetiva promover o estudo, o debate, a reflexão, o intercâmbio sobre a novidade educacional em curso nas escolas e mapear temas e problemas que precisam ser enfrentados buscando a convergência na inovação dos objetivos e metas, assim como das práticas de gestão e didático-pedagógicas para a melhoria da qualidade do ensino.

A solenidade de abertura contou com a presença da secretária Verônica Bezerra, que representou o prefeito Romero Rodrigues, da secretária adjunta da Educação, Iolanda Barbosa, da coordenadora de Educação, Goretti Lima, do secretário de Assistência Social, João Dantas, da secretária de Cultura, Marlene Alves, do major Sinval, representando o comando do 2º BPM, e de Vera Apolinário, do Instituto Alpargatas, além de vereadores.

O Coral Raio de Luz, da Escola Municipal Centenário, apresentou as músicas Xote Ecológico e Herdeiros do Futuro, sob a regência da professora Silvana Teles. A professora Goretti Lima homenageou os atores principais da educação que são, segundo ela, gestores, professores, técnicos, secretários escolares, merendeiras e auxiliares de serviço, e discorreu a respeito da organização do seminário.

veronicabezerra

A secretária executiva da Educação, Iolanda Barbosa destacou o papel e função da escola e os direitos de aprendizagem. Já a professora Verônica Bezerra destacou que a escola, para melhor cumprir a função social de educar para a cidadania, para o mundo do trabalho e para o desenvolvimento humano, como apregoa a Constituição Federal, “precisa mudar sempre, atualizar-se, de acordo com as exigências e as necessidades de cada tempo histórico, em sinergia com a cultura, a política e a economia”.

“A escola atual, longe de ser estática, demonstra ser capaz de incorporar em seu cotidiano uma dimensão coletiva de transformação, por meio da qual aprende com suas próprias práticas. A escola contemporânea está sendo chamada a se reinventar, a inovar, não apenas nos seus processos e métodos, mas em toda a sua estrutura e, especialmente, no seu papel. Novas demandas sociais são frequentemente apresentadas às escolas”, complementou a secretária.

Após a abertura oficial do Seminário, a professora Goretti Lima presidiu a primeira mesa de trabalho do evento, a conferência “Construindo a Escola Inovadora”, com as professoras da USP – Universidade de São Paulo Walkiria Rigolon e Maria José dos Santos. A programação se estenderá até a próxima sexta-feira (23), nos turnos manhã, tarde e noite distribuída em dez espaços.

1 comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO