Hospital Municipal Pedro I será inaugurado nesta quarta-feira

pedro_IComemorado como uma das maiores conquistas da saúde pública de Campina Grande nos últimos anos, o Hospital Municipal Pedro I vai ser inaugurado nesta quarta-feira, 30, como novo serviço público da cidade. Mesmo tendo os serviços municipalizados no mês de maio deste ano, a solenidade de inauguração do estabelecimento de saúde marca a conclusão de parte das obras de reforma e das mudanças organizacionais feitas no local. O evento acontecerá a partir das 10h da manhã, no estacionamento do Pedro I, no bairro de São José.

O Pedro I teve os serviços municipalizados após passar por uma crise financeira nos últimos anos, que ameaçou o fechamento do hospital. Logo após assumir o comando dos serviços oferecidos no estabelecimento de saúde, a prefeitura também optou pela desapropriação do hospital, tornando-o patrimônio público, a partir do mês de junho. “O que estamos deixando para o usuário do SUS é um novo e importante equipamento público de saúde de qualidade”, explicou a secretária municipal de saúde, Lúcia Derks.

A secretária informou também que, com municipalização dos serviços, o novo hospital público do município começou a funcionar de imediato para a realização de consultas, exames e cirurgias eletivas, mas algumas modificações ainda precisavam ser feitas na estrutura do prédio. “Poderíamos ter inaugurado o hospital, tão logo ele foi desapropriado, mas a determinação do prefeito foi no sentido de primeiro garantir que as pessoas realmente estavam sendo bem atendidas e que os procedimentos estavam sendo realizados satisfatoriamente, num ambiente adequado”, relatou.

Segundo dados da direção do Pedro I, de maio até outubro, foram feitos mais de 20 mil procedimentos no hospital, entre consultas, cirurgias eletivas e exames de imagem, como raio-x, tomografia, ultrassonografia, mamografia, eletrocardiograma e espirometria. Para atender à demanda reprimida que existia no município, o hospital passou a funcionar aos sábados. No local também são disponibilizados leitos de retaguarda para o Hospital de Emergência e Trauma e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO