Empresário revela que empenho de Romero para instalar da Paradise

dir_paradiseO empresário e diretor de Inovações da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), Juan Pinheiro, afirmou nesta quarta-feira, 21, que o empenho e agilidade nas negociações da Prefeitura Municipal foram fundamentais para que a Paradise Indústria Aeronáutica viesse para Campina Grande. “O empenho do prefeito Romero Rodrigues foi algo fora do comum, como também sua atenção ao presidente da Paradise, Noé de Oliveira, no momento das negociações e visitas ao município”, declarou. Segundo Pinheiro, essa dedicação do prefeito Romero fez os dirigentes da Paradise se sentirem mais seguros quanto à instalação de uma filial da empresa de aviação no município.

Juan Pinheiro disse que, antes de Campina Grande, outros municípios brasileiros mostraram interesse em receber uma unidade da Paradise, cuja sede está localizada na cidade de Feira de Santana, Bahia. No entanto, a demora nas tramitações, por parte dos poderes públicos, fez com que as negociações não pudessem avançar. “A empresa pontuou isso e percebeu que, em Campina Grande, havia também a vantagem do oferecimento da mão de obra”, frisou.

As negociações para instalação de uma unidade da Paradise em Campina Grande, iniciadas com a intermediação da Fiep, começaram em março deste ano, dois meses após Romero Rodrigues assumir a Prefeitura. Após a primeira visita, ocorreram somente mais dois encontros, no município, até à formalização do interesse e posterior assinatura do protocolo de intenções para instalação da empresa.

De acordo com Pinheiro, para ser instalada em Campina Grande, a Paradise recebeu, por parte da Prefeitura, incentivos fiscais e a garantia de aquisição da área de 3,5 hectares, onde funciona o aeroclube, que, por sua vez, será reformado e receberá melhorias na infraestrutura e na pista de pouso e decolagem. “Essa aquisição do terreno, por parte da Prefeitura Municipal, foi muito importante”, ressaltou Pinheiro. Na terça-feira passada a Prefeitura efetuou parte do pagamento da aquisição do terreno, no valor de R$ 200 mil. Outros R$ 650 mil serão investidos na infraestrutura do aeroclube e na pista de 1000 metros, que será pavimentada.

De acordo com a Paradise, três aeronaves já estão encomendadas para janeiro e a expectativa da empresa é de que 60 unidades sejam construídas, por ano, quando a empresa estiver em seu pleno funcionamento.

1 comment

  1. Antonio

    A prefeitura está comprando o terreno e vai doá-lo para a Paradise, é isso mesmo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO