Dia D de combate à dengue acontece nesta sexta

dengueA Prefeitura Municipal de Campina Grande vai realizar nesta sexta-feira, 28, o Dia “D” de combate à dengue. A mobilização vai acontecer na Praça da Bandeira, das 8h ao meio-dia, com atividades educativas e distribuição de materiais informativos nos sinais de trânsito do Centro. O objetivo é conscientizar a população para os cuidados na prevenção da doença, que pode ser evitada, principalmente, com ações para impedir a proliferação do mosquito transmissor da dengue nas residências.

De acordo com a Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, o segundo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti) de 2014, apontou que o município está com índice de 2,2% de infestação do mosquito. Segundo o levantamento, realizado entre os dias 10 e 14 de março nos bairros campinenses e na Zona Rural, este percentual caracteriza uma situação de médio risco para transmissão da doença.

dengue_folderO LIRAa também mostrou que os toneis e depósitos ao nível do chão representam 84,3% dos criadouros encontrados durante o levantamento. O bairro Malvinas II ficou com o maior índice de infestação, com 5,1%, seguido de Malvinas I (2,6%), José Pinheiro (2,3%), Três Irmãs (2,4%), Serrotão (2,1%) e Vila Cabral (2%). Na Zona Rural, os distritos de Galante e São José da Mata apresentaram índices de 3,5% e 2,5%, respectivamente.

Para a diretora de Vigilância em Saúde, Eliete Nunes, além das ações dos agentes de combate às endemias, a diminuição desses índices também depende diretamente dos cuidados da população para evitar os focos de proliferação do vetor. “O combate à dengue não pode depender apenas das ações governamentais, por isso, vamos realizar o Dia D para engajar toda a sociedade campinense na prevenção da doença”, enfatizou.

A diretora informou ainda que, durante a ação na Praça da Bandeira nesta sexta, serão realizadas atividades alusivas à Semana da Água, inclusive com a oferta do teste rápido de Hepatites B e C. Segundo ela, a intenção é alertar para os riscos de contaminação e proliferação de doenças provocadas pelo contato com água das chuvas, por exemplo. “Nesta época do ano, há um aumento dos casos das diarreias agudas, que podem ser prevenidas com os cuidados no armazenamento e tratamento da água”, explicou.

Índice de Infestação do Aedes aegypti, por bairro:

BAIRRO INDICE
Alto Branco 0,2 %
Acácio Figueiredo 0,0 %
Araxá 0,5 %
Bodocongó 0,7 %
Bela Vista 0,0 %
Catolé 1,3 %
Centro 0,4 %
Cruzeiro 1,4 %
Castelo Branco 0,0 %
Cidades 0,4 %
Centenário 0,5 %
Conceição 0,2 %
Cuités 0,0 %
Distrito Industrial 0,0 %
Dinamérica 0,0 %
Estação Velha 0,0 %
Galante 3,5 %
Itararé 0,3 %
Jardim Tavares 0,2 %
José Pinheiro 2,3 %
Jardim Continental 0,2 %
Jeremias 0,5 %
Jardim Paulistano 0,0 %
Louzeiro 0,0 %
Lauritzen 0,4 %
Liberdade 0,5 %
Malvinas-I 2,6 %
Malvinas-II 5,1 %
Mirante 0,0 %
Monte Castelo 0,3 %
Monte Santo 1,1 %
Nações 0,0 %
Nova Brasília 1,1 %
Novo Bodocongó 1,6 %
Prata 0,4 %
Presidente Médice 0,7 %
Pedregal 0,2 %
Palmeira 0,0 %
Quarenta 0,2 %
Ramadinha 0,9 %
São José 0,5 %
Santa Cruz 0,5 %
Sandra Cavalcante 0,9 %
Santo Antonio 0,5 %
São José da Mata 2,5 %
Serrotão 2,1 %
Santa Rosa 1,7 %
Três Irmãs 2,4 %
Tambor 0,9 %
Universitário 0,5 %
Vila Cabral 2,0 %
Velame 0,8 %

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO