Consulta permitirá cência do Plano Municipal de Resíduos Sólidos

reuniao_residuos_solidosSerá realizada na próxima sexta-feira, 14, às 8h30, no auditório da Vila do Artesão, a audiência pública para discussão da versão preliminar do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. A realização é da Prefeitura de Campina Grande, por meio da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente (Sesuma), e a empresa Ecosam – Consultoria em Saneamento Ambiental Ltda.

A consulta pública objetiva apresentar à população campinense o diagnóstico atual da gestão de resíduos sólidos urbanos. Também será mostrado o prognóstico que aponta cenários prospectivos, metas e prazos das principais diretrizes e estratégias para que o município promova a gestão integrada de resíduos sólidos urbanos nos próximos 20 anos.

A versão preliminar do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos está à disposição do público, a partir desta quarta-feira, 12, até o dia 27, na Coordenadoria de Meio Ambiente da Sesuma, localizada na avenida Dr. Severino Cruz, 695, às margens do Açude Velho. A Secretaria colocou à disposição o Plano nas versões impressa e digital. O horário de atendimento é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30.

Segundo o secretário municipal de Serviços Urbanos e Meio Ambiente, Geraldo Nobre, a colocação da versão preliminar do plano para consulta pública (na Sesuma) e a audiência pública da sexta-feira permitirão que a população conheça os estudos que nortearão a elaboração do Plano.

“A apresentação do Plano está sendo realizada de forma democrática e participativa. Já ocorreram reuniões técnicas, oficinas para representantes das SABs e dos Clubes de Mães, lideranças e associações comunitárias; oficinas com catadores e um seminário, envolvendo diferentes setores da sociedade para debater o tema. Nessas ocasiões foram definidas propostas para a construção do Plano”, disse o secretário.

Geraldo Nobre ressaltou, ainda, que a audiência pública será uma oportunidade para que toda sociedade possa conhecer o Plano, debater e apresentar sugestões sobre ações que poderão ser implementadas à gestão dos resíduos sólidos gerados do município. A audiência pública contará ainda com as presenças dos comitês Executivo e Sustentação do Plano, lideranças de bairros, Sociedades de Amigos de Bairro (SABs), associações e cooperativas de catadores de materiais recicláveis.

O secretário explicou que o prognóstico do Plano considerou, também, o processo de desenvolvimento de Campina Grande, tanto no segmento imobiliário quanto no comercial e industrial. “Precisamos, democraticamente e com a presença da sociedade, formatar um Plano que atenda as necessidades locais”, ressaltou.

SOBRE O PLANO – A elaboração do Plano Municipal de Gestão de Resíduos Sólidos é uma exigência da Política Nacional de Resíduos Sólidos. O plano prevê melhorias no sistema de limpeza urbana da cidade, abrangendo ações que vão desde a coleta, transporte e manejo até a disposição final, além da educação ambiental da comunidade.

A partir dele será feito um planejamento de 20 anos, com revisões a cada quatro anos. A principal meta é melhorar a qualidade de vida da população, através da concretização de metas de curto, médio e longo prazos. Tudo passará pelo Conselho Municipal do Meio Ambiente e, em seguida, será transformado em lei mediante aprovação da Câmara Municipal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

TOPO