conselho_seguranca

Conselho de Segurança vai iniciar série de palestras com especialistas

conselho_segurancaO presidente do Conselho Municipal de Segurança Comunitária de Campina Grande, vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho, anunciou na manhã desta terça-feira, 11, no Palácio do Bispo, durante a terceira reunião do órgão, que serão promovidas, a partir do próximo dia 31, palestras com renomados especialistas da área de segurança pública em nível nacional.

O primeiro palestrante será Luis Fernando Correia, diretor de segurança dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. O evento deverá acontecer no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (FIEP).

Ele também informou que uma comissão elaborou a minuta do futuro Regimento Interno do Conselho, sendo que cópias do documento foram entregues a todos os conselheiros, os quais vão apreciar o projeto, sugerir mudanças e votar a sua aprovação na próxima reunião do órgão, prevista para acontecer em abril.

Durante a reunião, os conselheiros também debateram a possibilidade do uso de armas letais por parte da Guarda Municipal de Campina Grande. Chegou-se ao consenso de que o tema precisa ainda ser aprofundado devido a sua complexidade, devendo ser alvo de estudos técnicos e legais por parte do grupo específico integrado pelos representantes das forças de segurança de Campina Grande, formada pelos órgãos policiais e a própria Guarda Municipal.

Os conselheiros consideram que merece total apoio e aprovação as ações e projetos do governo municipal, através da STTP, destinados a implantar um sistema de identificação dos usuários de motos em geral, a exemplo das “cinquentinhas”, pois alguns fazem uso deste tipo de veículo para a prática de crimes. Medidas de identificação de motos e dos capacetes de usuários poderão inibir a prática criminosa em Campina Grande.

Expansão de câmeras de segurança

Também o Conselho defende a expansão do sistema de câmeras de monitoramento existente no centro da cidade, atendendo prioritariamente áreas como o Parque da Criança e Açude Velho, além do estabelecimento de links do atual sistema com as polícias Militar e Federal, concretizando-se a integração entre a STTP e órgãos de segurança.

Ronaldo Filho informou que, quando deputado federal, o atual prefeito Romero Rodrigues teve uma emenda aprovada no valor de R$ 5 milhões para a expansão do programa de monitoramento. Deste valor, R$ 1,5 milhão já se encontra nos cofres do Estado, esperando o Município a liberação dos recursos para a efetiva multiplicação das câmaras de segurança na cidade.

“Tudo vai depender da liberação dos recursos. O Conselho já está solicitando isso ao Governo do Estado visando, assim, o aperfeiçoamento do aparato de segurança em Campina Grande”, afirmou.

“Sabemos que o trabalho é difícil, pois ninguém consegue resolver um problema tão complexo em pouco tempo, mas com a participação da sociedade neste conselho estamos dando o primeiro passo. A primeira grande conquista é a própria participação da comunidade neste novo espaço de discussões. Esta ação deverá ser expandida ainda com a população em geral, pois também estaremos realizando encontros nos próprios bairros da cidade”, garantiu.

Como parte deste esforço, o presidente ainda anunciou que vai manter contatos com o Ministério Público e o Poder Judiciário para que também participem do Conselho. Ao final da reunião, Ronaldo Filho foi substituído pelo empresário Tito Motta na presidência dos trabalhos por conta de uma viagem a João Pessoa. Tito avaliou o encontro como bastante produtivo, pois houve o consenso dos conselheiros em torno de sugestões para a melhoria do aparato de segurança pública na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


TOPO