Apesar de crescimento das doaçõe, Banco de Leite do Isea está baixo

 

bancodeleiteO volume de leite em estoque no Banco de Leite Humano Dr. Virgilio Brasileiro, que funciona no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida – ISEA, em Campina Grande, está bem abaixo do ideal para o atendimento dos bebês em situação de risco internados nos hospitais e maternidades da cidade. O problema se repete todo início de ano, já que, com a chegada das festas e férias, muitas mães optam por viajar e o número de doações cai. Segundo dados da Rede Estadual de Banco de Leite, essa queda gira em torno de 20% em toda a Paraíba.

De acordo com a coordenadora do Banco de Leite Humano do Isea, Alane Tavares, o serviço dá suporte a quatro unidades hospitalares no município que possuem UTI Neonatal. Para abastecer estes serviços, são necessários, pelo menos, três litros de leite todos os dias. “Em outubro, contávamos com 121 doadoras, mas fechamos o mês de janeiro com apenas 109 mães doadoras, uma queda significativa, pois cada litro de leite materno pode alimentar até oito crianças”, explicou.

A coordenadora disse ainda que, para ser doadora, a mulher deve estar amamentando e seguir alguns critérios como gozar de boa saúde, estar produzindo leite em excesso, não fumar nem consumir bebida alcoólica e outras drogas. “A mãe também deve ter feito todos os exames solicitados no pré-natal. Com o cadastro aprovado, nossa equipe faz visitas periódicas às residências das doadoras para coletar o leite, sem que elas precisem se deslocar até a maternidade”, informou.

Apesar da baixa no estoque nesse período, o Banco de Leite apresentou um crescimento significativo no número de doadoras em 2013. O aumentou foi de 151%, em relação a 2012. Também durante o ano passado foram doados mais de 911 litros de leite humano. O volume foi suficiente para atender 1.183 crianças, 143% a mais que no ano anterior.

Armazenamento – O Banco de Leite Humano do Isea também precisa de doação de recipientes de vidro para o armazenamento do leite coletado. O recipiente deve ser de vidro transparente e com a tampa plástica para que possa resistir ao processo de esterilização e não enferrujar. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3310-6356 ou no próprio Isea, na Rua Vila Nova da Rainha, Centro de Campina Grande.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TOPO